Como o Xing Yi foi criado

 
 

O Xing Yi Quan tem aproximadamente mil anos de história. O grande general Yue Fei, herói da guerra de Tin, foi o fundador do Xing Yi Quan, fato que é conhecido por todos os chineses.
O grande herói Yue Fei é conhecido na História da China como um grande estrategista militar, um grande poeta e um exímio guerreiro. Ele foi o último aluno de Zhou Tong (que foi abade do Ttemplo Shaolin que, posteriormente, afastou-se do cargo por motivos políticos que circundavam a China na época, indo morar nas montanhas)

 
 

Yue Fei nasceu na província de Henan, a mesma onde está localizado o templo Shaolin. Chovia muito naquele dia e, por causa do grande volume de águas, aconteceu um verdadeiro desastre na região: uma enchente inundou sua casa e muitas outras da vizinhança. Para salvá-lo, seus pais o colocaram num barril de madeira e, com ele, foram boiando pela correnteza. Naquele exato momento, Zhou Tong passava e felizmente os avistou. Correu para salvá-los, porém o pai de Yue Fei já havia falecido por afogamento. Tendo conseguido salvar em tempo o garoto e sua mãe, assumiu Yue Fei como filho e discípulo.

Zhou Tong é conhecido como o maior grão-mestre de todos os tempos na história das artes marciais da China e teve muitos alunos que espalharam-se por todo o país para ensinar a arte marcial e toda a cultura que envolve seus conhecimentos, como a caligrafia, a pintura, a poesia, o xadrez…
Entre tantos alunos, cinco deles se destacaram, não apenas por terem sido os melhores lutadores de sua época, mas por terem exercido grande influência na cultura e na história política da China. Seus nomes são:

1- Lu Zhun Yi
2- Shi Wen Gong
3- Lin Chong
4- Wu Song
5- Yue Fei

A época em que Yue Fei tornou-se discípulo de Zhou Tong foi posterior a dos outros quatro alunos. O grão-mestre ensinou para Yue Fei o Xi Sui Fa (o Gong Fu Bodhidarma, conhecido na China como Tamo) o Wu Qin Xi (o Gong Fu Hua To, o pai da medicina chinesa), além de poesia, pintura e música (Xi Sui Yi Jin Tchin e Wu Qin Xi).

O Gong Fu de Yue Fei cresceu e desenvolveu-se muito rápido por ele ser muito inteligente e ter dedicado todo seu tempo ao treinamento. Quando o garoto atingiu os 16 anos, seu pai e mestre Zhou Tong sentia-se muito feliz com os resultados que o filho e discípulo vinha alcançando e, por isso, numa brincadeira, resolveu apostar uma corrida de cavalo com Yue Fei. Ao final da brincadeira, o mestre voltou para casa muito cansado e suado e, devido a uma forte ventania, acabou adoecendo. Por ser muito velho, Zhou Tong não suportou a doença e faleceu.

Após a morte de seu pai e mestre, Yue Fei continuou seus treinos e atingiu o verdadeiro entendimento das técnicas de Tamo, Hua To e Lança. Descobriu que, quando usava a lança, também treinava os punhos e, quando treinava os punhos, conseqüentemente treinava a habilidade na lança.

Yue Fei foi o primeiro a dizer que as armas eram a extensão dos braços. Essa é uma teoria que contribuiu muito para o desenvolvimento mundial das artes marciais. Aos 20 anos, Yue Fei tornou-se general do imperador. Em sua primeira batalha ele usou 500 soldados para vencer 80 mil soldados inimigos.

Além de suas habilidades como guerreiro e estrategista, Yue Fei é também o autor da famosa poesia “Man Jiang Hong” que é estudada ainda hoje pelos chineses, da infância até a universidade.

Yue Fei faleceu aos 39 anos nas mãos de um traidor, na cidade de Zhe Jiang. Agora o túmulo dele está em Zhe Jiang, no parque Xi Hu, e todos os dias muitas pessoas visitam-no para depositar incensos e oferendas.

 
 
Núcleos
Contato: Mestre Cai Wen Yu - (11) 97512-1842